Termas de Luso

 

O Luso é uma vila termal famosa desde o início do Século XIX. A sua água é a mais prestigiada água de Portugal devido às suas peculiares características físico-químicas.

Com a ajuda de pessoal especializado, o remodelado balneário, agora sob a gerência da empresa Maloclinics (http://www.termasdoluso.com), utilizará o sabor, suavidade e propriedades tonificantes da água de Luso,para o fazer relaxar e ficar de novo em forma.

O Luso, e a sua localização a meio da encosta do Bussaco, cria por si mesmo uma atmosfera de paz e quietude, que o irão relaxar e fazer esquecer o stress do quotidiano. Devido à sua acessibilidades, o Luso é um dos locais mais perfeitos se o seu objectivo é visitar o centro de Portugal, incluindo os seus destinos mais apetecíveis como Lisboa, Porto, Coimbra, Óbidos, Fátima, Figueira da Foz ou Sintra

 

 

 

Bussaco: Mata Nacional & Palace:

A 100 metros do Hotel, fica a entrada para a Mata do Buçaco, um paraíso na Terra, cheio de árvores exóticas trazidas pelos nossos navegadores, fontes de água cristalina e miradouros donde se pode ver, em dias límpidos, o reflexo do por do sol no mar.

Era um parque fechado até ao início do Século XIX, usado para reclusão dos monges Carmelitas Descalços que construíram o seu mosteiro e uma colecção de capelas coma permissão especial de Filipe III de Espanha (Filipe II de Portugal). No centro da Mata, encontrará o último palácio mandado construir pela monarquia portuguesa: uma deliciosa pérola da arquitectura neo-Manuelina.

No início do Século XIX o Bussaco foi Palco de uma das mais importantes Batalhas da Guerra Peninsular, opondo Wellington contra Massena e marcando o início do fim das invasões napoleónicas. Em 27 de Setembro de 2010 terão lugar as comemorações do bi-centenário da Batalha.

 

Encontre mais informação sobre o Bussaco e actividades no site oficial da Fundação Mata do Buçaco (http://www.fmb.pt) ou no site do projecto BRIGHT (http://www.fmb.pt/bright)

 


O sítio perfeito para o seu descanso:

O Hotel foi construído em 1859 para ser casa de férias do Conde da Graciosa e foi a primeira casa senhorial a ser construída no Luso.

Com o desenvolvimento da terra como destino de férias dos ricos e nobres em finais do Século XIX, muita gente nobre ou abastada, construiu a sua própria casa de férias no Luso, dando à vila um ar aristocrático e ecléctico típico da "belle-époque". Ainda assim o edifício do Hotel, manteve sempre a sua situação vinculativa sobre a maravilhosa paisagem da vila, que alguém um dia chamou de "Suiça em Portugal". Requalificado para as funções de Hotel desde 1939, tem sido gerido pela família Alegre desde então. Hoje em dia, este hotel boutique, combina a sua história com o conforto contemporâneo, disponível em 18 quartos de grande dimensão, todos com aquecimento, telefone, tv, e alguns com terraço. A piscina, bar, parque privativo, jardins, restaurante e as vistas sobre o Luso, o Bussaco e a Bairrada irão proporcionar-lhe momentos memoráveis de conforto e prazer .